Internacionais

Fusca com mais de 560 cavalos

Seg, 10 de Fevereiro de 2014 08:04 Marcelo Bendelak
Imprimir PDF

VW cria Fusca de competição com mais de 560 cavalos

 

A Volkswagen anunciou nesta quinta-feira (6), uma versão inusitada do Fusca, nos Estados Unidos. O modelo, que nunca foi conhecido pelo desempenho extraordinário, ganhou uma versão de "mais de 560 cavalos", diz a montadora. O número é quase o triplo da potência do Fusca vendido no Brasil, que tem 211 cv.

Porém, a versão “turbinada” do Fusca não será vendida para o público. Duas unidades do modelo serão preparadas para disputar o Global Rallycross (GRC), competição de rali norte-americana, pela equipe Andretti.

Os pilotos Tanner Foust e Scott Speed serão os responsáveis por conduzir o Fusca durante o Campeonato. Foust já ganhou a competição em 2011 e 2012. Já Speed é conhecido por ter disputado duas temporadas de Fórmula 1, sem resultados expressivos.

Ainda não foram divulgadas informações de desempenho do GRC Beetle, apenas que o bólido irá usar o motor TSI com turbo e injeção direta de combustível. O Fusca irá substituir o Polo europeu, que a Volks ainda irá usar nas primeiras etapas da temporada 2014 do Global Rallycross.

 

 

 

Última Kombi é levada para Museu na Alemanha

Sex, 31 de Janeiro de 2014 09:06 Marcelo Bendelak
Imprimir PDF

Segundo a VW do Brasil a última Kombi produzida no Brasil é levada para museu na Alemanha

O modelo número 1.200 da série Last Edition foi produzido em São Bernarado do Campo vai ficar em Hannover.

Última unidade da Kombi foi levada para a Alemanha (Foto: Divulgação)

Após o encerramento da produção da Kombi no Brasil em 2013, único país que ainda fabricava o modelo, a última unidade feita do veículo foi levada a um museu em Hannover, na Alemanha, onde funciona uma oficina de utilitários clássicos da marca.

De acordo com a empresa, o exemplar é o número 1.200 da série especial Last Edition, criada pela empresa para se despedir do modelo, e foi fabricada em São Bernardo do Campo (SP) no final de dezembro. Depois de 56 anos sendo produzida no país, a linha de montagem da Kombi foi encerrada em dezembro passado.

O motivo para o fim da Kombi foi a entrada em vigor da obrigação de freios ABS e airbags pata todos os modelos novos no Brasil, que começou a valer em 1º de janeiro de 2014.

A derradeira edição Last Edition teria apenas 600 unidades mas devido a grande procura a VW do Brasil dobrou o número de exemplares da série.

Vendida a R$ 85 mil, a versão traz diferenciais estéticos como pintura “saia e blusa”, bancos revestidos em couro e bicolores e cortinas nas janelas – elementos que remetem aos primeiros exemplares produzidos no Brasil, a partir de 1957.

 

Última atualização em Sex, 31 de Janeiro de 2014 09:17
 

As origens do logotipo Volkswagen

Sex, 22 de Março de 2013 10:14 Marcelo Bendelak
Imprimir PDF

História do Logo

As origens do logotipo Volkswagen (com a letra V acima da letra W, dentro de um círculo) remetem aos primórdios da Volkswagenwerk (fábrica Volkswagen), cuja cerimônia de lançamento da pedra fundamental foi realizada em 26 de maio de 1938. O designer de motores Franz Xaver Reimspiess, da Porsche KG, criou a marca Volkswagen, com as duas letras. Em abril do mesmo ano, o logo VW foi registrado em uma roda dentada, a qual foi o símbolo da Frente de Trabalho Alemã (Deutsche Arbeitsfront, DAF), que era proprietária da empresa.

Logo VW de 1938

O logotipo da VW também foi usado dentro do símbolo da “Organização Força Através da Alegria” (Kraft durch Freude, KDF), que fazia parte da DAF, sendo que esse logo foi registrado em 1939.

 

Logo VW de 1945 até 1948

Após o governo militar britânico assumir a responsabilidade pela Volkswagen, o major Ivan Hirst, diretor sênior residente que era responsável pela fábrica, decidiu em 1945 que o logotipo seria apenas o V e o W dentro de um círculo.

 

 

Logo VW de 1949 até 1966

O logotipo da VW, semelhante ao que é conhecido hoje, foi registrado em outubro de 1948 no Departamento Alemão de Patentes, em Munique. E, desde então, recebeu várias atualizações.

Logo VW de 1967 até 1977

No passado, o logo Volkswagen foi utilizado em diversas variações e cores, mas sempre com o V colocado acima do W, em círculo. Durante os anos 1950, o logo foi impresso principalmente em preto e branco. Até o fim da década de 1960, a cor azul foi usada mais frequentemente, mas ainda havia variação de cores.

 

 

Logo VW de 1978 até 1995

Geralmente, o logo era encontrado nas cores preto em fundo branco ou branco sobre fundo azul ou preto. Na década de 1980, a cor azul tornou-se ainda mais importante.

 

 

Logo VW de 1996 até 1999

Em 1996, o logotipo foi alterado para azul escuro, sendo que esse novo logo seguiu o design corporativo.

 

 

Logo VW de 1999 até 2012

A partir de 1999, o logo da Volkswagen recebeu uma adaptação tridimensional.

 

 

Logo VW a partir de 2013

Em 2013, ganha sua mais nova versão.

 

 

 

Última atualização em Sex, 22 de Março de 2013 10:37
 

O fim dos Fuscas verdes como táxis da Cidade do México

Seg, 18 de Fevereiro de 2013 10:30 Marcelo Bendelak
Imprimir PDF

 

 

México
Os fuscas verdes, táxis da Cidade do México, transformaram-se num dos principais ícones da capital mexicana. Mas em 2013, o símbolo chega ao fim: no final de 2012 venceram as últimas licensas para os fusquinhas, que irão sumir aos poucos das ruas da cidade.

Última atualização em Seg, 18 de Fevereiro de 2013 10:37
 

Viagem de 5 mil km em Fusca para ver o Real Madrid

Sáb, 15 de Setembro de 2012 00:00 Marcelo Bendelak
Imprimir PDF

Quatro torcedores de Sarajevo começaram neste sábado sua viagem a Madri em um Fusca de 1970 para chegar a tempo da partida entre Real Madrid e Manchester City na próxima terça-feira, após terem ganhado os ingressos em um concurso de rádio.

Segundo a imprensa bósnia, os quatros torcedores do Real Madrid farão a viagem de mais de cinco mil quilômetros após ganhar as entradas por sua original ideia de ir a esse jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões em seu carro de 42 anos.

"Há muito tempo, planejamos alguma viagem insólita e louca com nosso Fusca. Agora começa tudo após ganhar as entradas ao dizer que iríamos neste carro de Sarajevo através de Genebra, Cannes, Mônaco e Barcelona", declarou à imprensa Kenan Dizdarevic, um dos participantes.

Além das estrelas do Real Madrid, os bósnios esperam ter a oportunidade de ver o atacante bósnio do Manchester City, Edin Dzeko, e tirar fotos com ele.

Os viajantes afirmaram que não têm nem a menor dúvida que seu automóvel resistirá à viagem, porque durante o verão viajaram muito e sem problemas por vários países da região balcânica.

 


Página 1 de 12